Dive Web, 5 anos de História

No mundo moderno as pessoas vivem cada vez mais conectadas, seja para falar com os amigos e familiares, para trabalhar ou se divertir. A facilidade e a rapidez que a internet proporciona atrai cada vez mais adeptos, porém o que para muitos é apenas uma fonte de diversão ou ferramenta de trabalho, para alguns é um refúgio, principalmente para os jovens. 

Muitas pessoas se utilizam de páginas de blogs para expressar sentimentos reprimidos, compartilhar ideias e sonhos, e a criação do Dive Web não veio de uma ideia muito diferente. 

História – A criação

Em 2011 no seu último ano de escola, Lucas Alves o criador do Dive Web já idealizava em sua mente criar um blog voltado para jovens, no entanto ainda faltava lapidar essa ideia, e foi com um convite do professor Carlos Monteiro que Lucas ficou conhecendo o “Projeto Vai”, do Governo do Estado de São Paulo, que no futuro serviria de inspiração para a criação do Dive Web. 

O “Projeto Vai” tinha como propósito unir jovens para ler e escrever, “A ideia era unir contos escritos por jovens para jovens. Criar um livro de aniversário para a região do Campo Limpo. Fiz um conto, fui aprovado e integrei o grupo de jovens leitores e escritores”, conta Lucas. Depois de lançado, o livro “Antologia de contos “DEVIR” Campo Limpo” não foi comercializado e sim doado para a região do Campo Limpo. Só após passar por essa experiência que Lucas criou o hábito de ler e escrever, começando a participar de blogs de amigos e conhecidos, como o blog “Regozijo do Amor” do próprio Carlos Monteiro. 

Capturar011

Em 2014 já então na faculdade, Lucas teve como trabalho semestral a criação de um blog na aula ministrada pelo Mestre e Doutor Egberto Franco.

A princípio foi criado o “Art Of Clik”, um blog com fotos aleatórias do cotidiano de várias pessoas, porém em Junho de 2014 enquanto relembrava do projeto que havia participado em 2011, Lucas teve a ideia de criar algo mais literário e que unisse os jovens através da escrita e da leitura, “No caso algo que fosse ‘diversificado’, então surgiu o Dive Web”, comenta Lucas. 

A palavra DIVE foi escolhida por dois motivos, por ser a fragmentação da palavra “diversificado” e por significar “mergulhe” em inglês. Então, Mergulhe na Web, Dive Web. Com nome definido e com os primeiros textos prontos, em Agosto do mesmo ano, o primeiro post do blog foi ao ar com o texto “Vamos Refletir – Fazer o bem faz bem”.

Capturar22

Superando preconceitos e quebrando barreiras 

O Dive Web surgiu dentro de uma faculdade religiosa, com uma pegada de diversificar “mundos”, no entanto por conta do seu logo sempre ter um brincadeira com as cores da bandeira LGBTQI+, algumas pessoas diziam que o blog tinha sido criado para afrontar os alunos religiosos, que na época eram mais 90% do corpo estudantil da instituição. 

Lucas conta que a ideia principal nunca foi afrontar qualquer pessoa da faculdade, e sim “unificar as tribos através da leitura e da escrita”. Ainda assim, no começo algumas pessoas se recusaram a participar do blog devido ao seu conteúdo ser recheado com textos mais eróticos, no entanto o que afastou alguns alunos, acabou por atrair outros, pois todos os contos sempre foram baseados em coisas do dia a dia, o que os deixavam mais realistas. 

“Obviamente tinham suas exceções, que eram os alunos religiosos que parabenizaram e elogiavam a ideia inicial”, relembra Lucas. 

Dive Web hoje e amanhã

Após ter enfrentado situações de preconceito, hoje o Dive Web completa 5 anos comemorando muita diversidade, não só com os textos, mas também com os leitores e escritores, “Claro que nosso público inicial eram os jovens, mas hoje em dia são todos, crianças, jovens e adultos”, diz Lucas. 

Hoje o Dive Web conta com 05 escritores ativos, mas ao todo já foram mais de 50 colaboradores publicando seus textos no blog, textos que variam desde reportagens até contos de terror, romance, comédia, e até mesmo crônicas.

Quando questionado se o Dive Web atingiu a ideia inicial de incentivar a leitura e a escrita entre jovens, Lucas diz que sim e relembra um fato que aconteceu com um leitor que para ele é a maior prova de que o blog atingiu as suas expectativas, “Um rapaz de outro estado que viu os meus posts no Instagram, acessou o blog e depois entrou em contato comigo para pedir um auxílio em uma redação escolar, então eu o ajudei da melhor forma que eu pude, e depois de umas duas semanas, ele me chamou e disse que foi a melhor redação dele, aquilo foi emocionante pra mim”. 

O blog também já foi utilizado como referência sobre diversidade em diversas matérias de algumas faculdades de renome da cidade de São Paulo, mas Lucas não pretende parar por aí, a intenção é que o blog se expanda e futuramente passe a ter conteúdos em vídeos, “É uma ideia que também vem desde a época da criação do blog, inspirada em um projeto da faculdade, que tinha a intenção de mostrar a cidade de São Paulo. Eu reformulei a ideia para também mostrar a cidade, mas de um jeito “jovem”, rápido, fácil e descontraído”, onde as pessoas irão conhecer lugares que não imaginavam, pois cada porta é um segredo, possa ser literário, cultural, ou até mesmo de vendas. Algumas pessoas de fora falam que nós somos frios, mas nós também somos acolhedores, pois temos uma vasta cultura vinda de outros lugares, São Paulo não nasceu sozinha, nasceu de todos os estados”. E a longo prazo a ideia desse jovem ambicioso é poder mostrar cada canto do Brasil.

 

Texto da Jornalista Rosângela Carvalho

Deixe uma resposta