Vai cicatrizar

Olha que engraçado, depois de muito tempo sem escrever, meu primeiro texto é novamente dentro do metrô!

Bora pro devaneio do dia!

Loucura pensar que a gente sabe tudo sobre a vida ou que podemos ser tão teimosos a ponto de obrigar a vida a se moldar aos nossos sonhos. Dói dizer adeus, dói se afastar, dói deixar ir, e mais ainda, dói olhar para trás e aprender com seus erros sabendo que nunca vai ter a oportunidade de compensá-los.

Eu estou escrevendo hoje por isso, porquê acordei com uma enorme dor no peito, como se tivessem arrancado meu peito e só tivesse ar passando por um buraco no meu tronco, e esse ar era cortante ardia cada lugar que tocava, era um pesadelo depois de acordar.

Parei para pensar um tempo em tudo isso, em tudo que me causou tamanho sentimento simplesmente do nada, e não posso dizer que foi outra crise, que foi, sei lá, um pesadelo. Posso apenas dizer que foi péssimo e também libertador.

Péssimo porque dor é dor e dói. Mas libertador porque a dor sentida é sinal de que o corpo está ativo e uma hora ele se encarregará da devida cicatrização, quando dói é porque algo está acontecendo e isso um dia será bom.

Sobre essa pequena parte um dia eu escrevo para vocês porque para mim ainda não cicatrizou e por isso não sei o que dizer daqui em diante, mas queria dizer que essa sensação de que vai cicatrizar é ótima, então sim, sintam essa dor, se permitam doer nas doses que você suportar, ninguém está com pressa aqui, acredite,

Vai cicatrizar!

 

Escrito por: Anderson Silva

Deixe uma resposta